Acompanhe-nos

Facebook - Clique para acessarGoogle+ - Clique para acessar

Clique para ser atendido ou deixar uma mensagem.

Clique Aqui que ligamos para você

Atendimento

09:00hs às 18:00hs

Como conseguir um bom rankeamento com técnicas de SEO?

09 Julho 2019
Como conseguir um bom rankeamento com técnicas de SEO?

Nos últimos posts, falamos sobre SEO e AdWords, métricas e como elas são importantes para avaliar o conteúdo do seu blog. Para uma experiência ainda mais efetiva e satisfatória, tanto para você quanto para o cliente, existem técnicas que garantem um melhor rankeamento no Google para os seus posts. E é sobre isso que é o post de hoje. Como sabemos que você não quer perder a chance de melhorar ainda mais o rendimento dos seus conteúdos, nem precisamos falar para continuar a leitura, né?

“Content is king”

O que isso quer dizer? Simples: o conteúdo é a alma de toda a estratégia de Inbound Marketing, que é a maneira como as empresas se promovem online, através de blogs, podcasts, vídeos, e-Books, newsletters, SEO, dentre outros. É com eles que se cria uma audiência para atrair os clientes ideais para o seu negócio.

Vale frisar que não é qualquer tipo de conteúdo. Além de ser bom, ele deve ser pensado para que os robôs do Google o notem, fazendo-o ficar no topo das buscas.

Começando pela pauta

Quando alguém vai comprar algo na internet, é como se a pessoa entrasse em um ou várias lojas, fazendo as comparações necessárias e muita pesquisa antes de fechar negócio, de fato.

O que a sua vitrine tem de diferente da concorrência? É uma questão de ter muita criatividade, mas a produção de texto para um blog não se limita apenas a isso. Um bom artigo precisa de planejamento que oriente o redator a respeito dos objetivos da estratégia.

Para isso, existe a pauta. Ela que vai definir quais temas abordar e quais caminhos seguir; sem ela, o redator pode utilizar um viés diferenciado do previsto ou uma linguagem que não é a melhor para aquela determinada estratégia.

Escolhendo o assunto

O tema deve ser definido através de pesquisas (e uma dose de sagacidade): o que está sendo falado em artigos, sites especializados, blogs, podcasts ou vídeos sobre os temas que interessam ao seu público? Se você compreende o que a sua audiência busca, também será capaz de captar tendências e novidades que estão prestes a virar o “assunto do momento”.

A percepção da maneira como a concorrência tem tratado determinados assuntos também pode mostrar novas abordagens possíveis capazes de atrair a atenção de leitores ávidos por informações: “o que ainda não foi falado sobre determinado tema?”.

Palavra-chave

Um bom posicionamento também depende de pesquisas de relevância sobre quais palavras-chave usar. O próprio Google fornece ferramentas grátis, como o AdWords Planner, que permite encontrar palavras-chave juntamente com o número de buscas, concorrência e termos relacionados, que podem servir para segmentar e chegar de forma mais certeira ao público desejado.

Não há como estar bem posicionado sem escolher as palavras-chave corretas, afinal elas devem aparecer durante todo o texto, desde o título até o fim (não vale repeti-la indiscriminadamente e comprometer a qualidade do artigo). São elas que geram mais tráfego, por isso não adianta escolher qualquer uma para escrever sobre um tema aleatório se ninguém que acessar o post vai comprar os serviços que você vende.

Call to action

Os textos devem terminar sempre com uma chamada para ação (call to action), para estimular reações específicas após o consumo do conteúdo. Pode ser decidido na pauta ou na conclusão do artigo, sempre incentivando o público a fazer comentários, compartilhar, acessar outros artigos, baixar um e-book etc.

Título otimizado

Como dito acima, a palavra-chave escolhida deve estar no título do conteúdo, que deve ser de 50 a 70 caracteres, utilizando title tag para aparecer nos resultados mais relevantes. A title tag é um código usado para programar o conteúdo manualmente, comum em sistemas diferentes do WordPress. É exibida no código fonte da página, entre as tags e <head> e </head>.

Quando redigimos o <title>, as técnicas de SEO devem ser levadas em consideração, assim como quem for ler e buscar o título nos resultados. Se mal escrito, mesmo que por motivos de adaptação, as pessoas não vão se interessar, por mais que esteja bem rankeado. Por isso, pense em como o público buscaria pelo conteúdo.

Meta description

É uma breve descrição sobre o conteúdo da página. Deve conter no máximo 320 caracteres. Ela não conta na hora dos robôs do Google fazerem o rankeamento, mas é fundamental que seja atrativa, para servir de isca e atrair leitores, principalmente os que chegam até você por busca orgânica.

Otimização das imagens

O Google leva em conta os elementos textuais de uma imagem, portanto, ela deve ter um título e preencher os três seguintes requisitos:

  • Nome do arquivo, que é a palavra-chave separada por hifens;
  • Texto alternativo para leitores com deficiência visual ou imagens quebradas;
  • Tamanho do arquivo (imagens pesadas dificultam o carregamento da página e são penalizadas pelo sistema de busca).

Redes sociais

Uns dizem que sim, outros que não. Mas o fato é: não custa postar um link em suas redes sociais, certo? Muitos conteúdos podem conseguir um rankeamento melhor após viralização em redes sociais. Não adianta deixar tudo nas mãos de apenas uma ferramenta, quanto mais divulgação, mais chances de conseguir tráfego direto para o site. Vale lembrar que o conteúdo deve ser postado onde seu público está. Ele está no Instagram, no Twitter, no Facebook ou nas três?

Link building

Quando você utiliza links nos conteúdos da sua página, os sites de busca a consideram relevante, sendo assim uma boa estratégia para estar bem rankeado. Essa técnica pode ser realizada com links internos e externos.

Os links internos direcionam o leitor a outra página dentro do próprio site, ajudando a melhorar a sua autoridade, fazendo com que consumam mais conteúdos, aumentando o tempo de permanência. Mas é bom lembrar que o excesso de links pode prejudicar a estética do texto, sendo cansativo e dificultando a leitura, fazendo com que o usuário procure uma página melhor.

Já os externos vão depender da relevância do seu conteúdo: se seu site é referência, outros irão fazer referência a ele. Para ganhar espaço, você pode trocar informações com outros bloggers e criar parcerias de link building, afinal a concorrência pode crescer junta, como em uma boa vizinhança.

Interface intuitiva

Hoje, a maioria das pessoas acessa a internet pelos smartphones, então sites que não possuem essa responsividade já são descartados em poucos segundos de experiência. Não obstante, a usabilidade, disposição dos menus e informações importantes devem ser facilmente encontrados: você quer que o usuário passe um bom tempo no seu site, mas não procurando por coisas básicas que deveriam estar bem localizadas.

O ideal é que a estrutura do site e sua ferramenta interna de busca sejam pensados para que cada conteúdo esteja o mais rapidamente acessível para o usuário. Sites com uma navegabilidade confusa podem te deixar para trás no rankeamento, afinal os motores de busca também avaliam e consideram como é feita a indexação de páginas. O recomendado para uma boa navegação é que qualquer conteúdo esteja a no máximo três cliques do usuário que estiver acessando o seu site.

O texto precisa ser grande para ser bem rankeado?

De certa forma, o tamanho do texto é importante, mas depende do que está sendo falado: se é algo que requer detalhes para ser passado, naturalmente que deverá ser um pouco mais extenso. Além disso, quanto maior o texto, maior a densidade de palavras-chave.

Textos maiores geralmente são mais compartilhados, mas na prática, um texto deve ter o tamanho que merece, afinal encher linguiça não irá fazê-lo relevante. A quantidade de conteúdo para que a página seja considerada satisfatória pelos bots do Google depende do conteúdo abordado e do propósito da página.

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Faça Agora o Diagnóstico de Marketing Digital da Sua Empresa

Veja Também:

Alguns de Nossos Clientes

Oratória+
Robert Gordon University
Zoofértil - Laboratório Agropecuário
Astra Contabilidade
Brasil Localize
Matopiba

Últimas do Blog

Fique por dentro das últimas postagens do nosso Blog

WB Web - Marketing Digital | Parceiro Oficial do Google APPS for Work

WB Web - Marketing Digital

Clique para acessar nossa página no FacebookClique para acessar nossa página no Google+